POESIAS URBANAS

Quando eu passo pela sua casa
Você sempre está na sacada
Olho pra cima, faço sinais
Mas você não entende nada
Por isso, desça depressa e venha aqui
E tenta olhar nos meus olhos

Eu não vou desprezar
As palavras que julga banais
Você pode se arrepender
E voltar atrás

Por que você não olha pra mim?
O que, afinal, eu preciso fazer?
Você esconde a cara atrás dos cabelos
Querendo escutar poesias urbanas

Eu também posso falar sua língua
Mas tem de ser do meu jeito
Isso até pode ser um problema
Se você não for compreensiva
Então, deixa de lado os seus preconceitos
Pelo menos durante uma noite

Não consigo entender
As frases que vêm de seus gritos
Ninguém consegue dizer
Tudo aquilo que sente

Por que você não olha pra mim?
O que, afinal, eu preciso fazer?
Você esconde a cara atrás dos cabelos
Querendo escutar poesias urbanas