Nada de sentir remorso
Segue em paz o teu caminho
A saudade é como arminho
Suaviza a solidão

Olha amor eu não to só
Tenho as flores que plantastes
São ternuras que deixaste
Dentro do meu coração

Nunca houve dengo igual
Se já houve eu não sei
Como então te querer mal
Se entre nós o bem foi rei

Por mil coisas que me destes
Lhe agradece a minha dor
Que o bom deus te dê em dobro
Tudo o que por mim fizeste