32 de Fevereiro a tardinha

O dia do pagamento
32 de fevereiro a tardinha
O dia do dividendo
32 de fevereiro a tardinha

Trabalhador brasileiro
É hora de você economizar
Me dá seu dinheiro sem ver
Que eu recebo sem contar
Me traga o teu sapato velho
Que em um ano dou dois pra tu calçar
Com meia, camisa e gravatinha
32 de fevereiro a tardinha

Senhoras dona de casa
Até mesmo empregadinhas
Ah! me traga o que puder
Qualquer peça bem velhinha
Que em um ano depois eu lhe dou dez
Bem bonita e novinha
Comer badejo com camarão
Pagando a preço de sardinha

Se arrependimento matasse
Eu já teria morrido
Só por ter participado
Da cooperativa de um sabido
Paguei caro com meus amigos
Minha sede de cobiça
Seu PM me apresente
O doutor delegado de polícia